Área reservada

ASJP - Associação Sindical dos Juízes Portugueses

Departamento de Justiça dos EUA não defende proibição de Trump

Departamento de Justiça dos EUA não defende proibição de Trump

A Procuradora-Geral dos Estados Unidos interina, membro da administração Obama, ordenou aos advogados do Ministério Público que não defendam a proibição do Presidente Trump à entrada no país de refugiados e outros viajantes de sete países muçulmanos. Num memorando, a Procuradora-Geral em funções, Sally Yates — que foi número dois do departamento de Justiça durante a presidência de Barack Obama e é agora a responsável judicial máxima no país até que o nomeado por Trump seja confirmado pelo Senado -, declarou que duvida da legalidade e da moralidade da ordem executiva do novo Presidente. “A minha responsabilidade é garantir que a posição do departamento de Justiça é não só legalmente defensável, como reflete o nosso ideal do que a lei deve ser, tendo em consideração todos os factos”, escreveu Yates no memorando enviado à imprensa norte-americana. O que achou desta notícia? Muito insatisfeito Muito satisfeito Obrigado pelo seu contributo. Muito insatisfeito Muito satisfeito

Correio Manhã última hora | Terça, 31 Janeiro 2017

Artigos Relacionados